China continental registra 40 novos casos confirmados de COVID-19

Dos casos transmitidos em caráter interno, 27 foram em Pequim, quatro na província de Hebei e um na província de Sichuan
Da redação, com Reuters

As autoridades sanitárias chinesas disseram nesta terça-feira, 16, que foram confirmados 40 casos de Covid-19 na China continental, dos quais 32 foram transmitidos internamente e outros oito foram importados.

Dos casos transmitidos em caráter interno, 27 deles foram em Pequim, quatro na província de Hebei e um na província de Sichuan, informou a Comissão Nacional de Saúde em seu relatório diário.

Dos oito casos importados, três vieram de Shangai, três da província de Guangdong, um na região autônoma da Mongólia e outro na província de Liaoning, segundo a comissão.

Nenhuma morte, porém, foi registrada na segunda-feira, 15, de acordo com a comissão. Na segunda-feira, sete casos foram curados e tiveram alta do hospital, 225 contatos foram dispensados da observação médica. Três casos mais críticos foram relatados no dia.

Os casos importados já existentes chegaram à marca de 93 na segunda-feira, sem registros de pacientes em estado grave. Havia ainda dois casos suspeitos de infecção. O continente registrou um total de 1.845 casos importados e nenhuma morte. Dos casos importados, 1.752 receberam alta do hospital após a recuperação.

A comissão disse que seis novos pacientes assintomáticos infectados com o novo coronavírus foram notificados segunda-feira no continente, e dois deles foram importados, mas nenhum deles foi confirmado no mesmo dia. Oito casos foram liberados da observação médica no mesmo dia, incluindo um caso importado. As autoridades informaram ainda que 110 casos assintomáticos, incluindo 63 casos importados, que ainda estavam sob observação médica.

Até o final de segunda-feira, 1.112 casos foram confirmados com quatro mortes na Região Administrativa Especial de Hong Kong (RAE); 45 casos confirmados em Macau e 445 na região de Taiwan, inclusive sete mortes.

Um total de 1.067 pacientes em Hong Kong, 45 em Macau e 433 em Taiwan receberam alta após a recuperação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *