Mãe de Carlo Acutis: que seu exemplo ajude os jovens a ter fé

Carlo Acutis será beatificado em 10 de outubro próximo; mãe do futuro beato destaca sua vida de santidade
Da Redação, com Vatican News

Em 10 de outubro próximo, a Igreja terá um novo beato: Carlo Acutis, jovem nascido em Londres em 1991, mas que viveu em Milão e foi declarado venerável pela Igreja em 2018. Ele sofreu uma leucemia fulminante e, de acordo com sua mãe, Antonia Salzano, teve uma extraordinária história humana entrelaçada pela fé.

A beatificação do jovem será em Assis, lugar de sua sepultura, às 16h (hora local) na Basílica papal de São Francisco. A notícia, segundo Antonia, foi recebida com alegria. Em entrevista ao Portal Vatican News, ela recorda o filho como um jovem apaixonado por Cristo, um comunicador atual do Evangelho, e manifesta o desejo de que ele possa ser uma “ajuda para nos tornarmos santos como Deus quer”.

“Quando demos a notícia da beatificação de Carlo, recebemos telefonemas de todo o mundo da parte de pessoas que querem vir da América do Sul, dos Estados Unidos, da Índia. Não creio que será possível acolher todos pela situação de saúde, mas a celebração de outubro representa um passo adiante para os fiéis de Carlo, para todos aqueles que o invocam e se referem ao seu exemplo”, afirma Antonia.

Perguntada sobre o que espera da beatificação do filho, Antonia enfatiza: “a nós interessa que o exemplo de Carlo possa ajudar tantos jovens e tantas pessoas a reencontrar a fé em Jesus e sobretudo a importância dos sacramentos que representa o ponto chave da espiritualidade de Carlo”. Ela acrescenta que essa espiritualidade era baseada antes de tudo na Eucaristia, que era o centro de sua vida.

Para além da intimidade com os sacramentos, a mãe de Carlo recorda sua relação com o uso das tecnologias e novas mídias – “era considerado um gênio do computador”. Ela destaca, porém, que ele não utilizada esses meios de comunicação para diversão ou algo assim: ele usou estes talentos para fazer um site sobre milagres eucarísticos e uma exposição sobre o mesmo tema que já girou o mundo.

“Carlo sabia que Jesus está presente realmente na Eucaristia, mas percebia que as pessoas precisam de ajuda para se aproximar do Senhor e, sobretudo, para entender a importância dos sacramentos”.

A notícia da beatificação de Carlo chegou em meio à pandemia de coronavírus. Antonia destaca que será preciso atenção e prudência, mas como a celebração está na programação na Basílica de São Francisco, acredita que será possível distribuir os fiéis dentro e fora da igreja, bem como organizar algo em vídeo.

“Seguramente, o bispo de Assis, Dom Domenico Sorrentino, junto aos franciscanos, encontrará o modo mais apropriado para organizar a celebração. O que é fundamental é a invocação destas figuras como Carlo para nos ajudar a sermos santos como Deus nos quer. E penso que se possa rezar também em casa acompanhando a beatificação por internet ou televisão”.

Além de Carlo, Antonia tem outros dois filhos que rezam o terço e vão à missa todos os dias. “Penso que esta seja uma graça de Carlo. Em particular, eles têm uma devoção extraordinária pelos santos (…) Acredito que se os pais conversassem mais com seus filhos sobre esses maravilhosos exemplos vividos ao longo dos séculos, muitos jovens iriam descobrir coisas extraordinárias e teriam esses amigos no céu que poderiam ajudá-los na vida concreta. Também porque os santos ajudam a se tornar melhorar, a entender que é possível ir além superando os próprios defeitos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *