Vaticano reconhece virtudes heroicas de jovem italiano morto aos 19 anos

Matteo Farina, desde a infância, testemunhava uma fé viva, e mesmo em meio à doença, soube reconhecer a presença de Deus.  Outros quatro servos de Deus se tornaram também veneráveis

Da Redação, com Boletim da Santa Sé

A Sala de Imprensa da Santa Sé publicou, nesta quarta-feira, 6, o decreto aprovado pelo Papa Francisco sobre o reconhecimento das virtudes heroicas de cinco Servos de Deus. O decreto foi apresentado ao Papa pela Congregação para a Causa dos Santos, nesta terça-feira, 5.

Ao reconhecer as virtudes heroicas, o Vaticano passa a considerá-los veneráveis. O documento, portanto, reconhece as virtudes heroicas dos servos de Deus:

– as virtudes heroicas de Francesco Caruso, sacerdote da Arquidiocese de Catanzaro-Squillace; nascido em Gasperina, Itália, em 7 de dezembro de 1879, e falecido em 18 de outubro de 19851.

– as virtudes heroicas de Carmelo De Palma, sacerdote da Arquidiocese de Bari-Bitondo; nascido em Bari, Itália, em 27 de janeiro de 1876, e falecido em 24 de agosto de 1961.

– as virtudes heroicas de Francesco Barrecheguren Montagut, sacerdote professo da congregação do Santíssimo Redentor; nascido em Lérida, Espanha, em 21 de agosto de 1881, e falecido em Granada em 7 outubro de 1957.

– as virtudes heroicas de Maria de la Concepción Barrecheguren y García, leiga nascida em Granada, Espanha, em 27 de novembro de 1905, e falecida em 13 de maio de 1927.

– as virtudes heroicas de Matteo Farina, leigo nascido em Avellino, Itália, em 19 de setembro de 1990, e falecido em Brindisi, Itália, em 24 de abril de 2009.

O jovem Matteo Farina, bastante conhecido entre os jovens italianos, foi acometido, aos 13 anos, de um tumor cerebral. Em meio à enfermidade, deu um eloquente testemunho de fé. Em sua biografia, conta-se que, aos 9 anos, teve um sonho com São Pio de Pietrelcina. No sonho, o santo lhe revela o segredo da felicidade: “Se conseguiste compreender que quem vive sem pecado é feliz, deves imediatamente, anunciar aos outros para que possamos todos juntos viver felizes no Reino do Céu”.

Este sonho levou-o a compreender a sua vocação e, mais tarde, escreverá: “Espero realizar a minha missão de ‘infiltrado’ no meio dos jovens, falando de Deus e iluminado pelo próprio Deus, observar quem está próximo de mim para entrar em seu coração como um vírus e contagiá-lo com uma doença que não tem cura: o amor”.

3 comentários em “Vaticano reconhece virtudes heroicas de jovem italiano morto aos 19 anos

  • Avatar
    16 de abril de 2016 em 17:32
    Permalink

    Sed lacinia, urna non tincidunt mattis, tortor neque adipiscing diam, a cursus ipsum ante quis turpis. Nulla facilisi. Ut fringilla. Suspendisse potenti. Nunc feugiat mi a tellus consequat imperdiet. Vestibulum sapien. Proin quam. Etiam ultrices.

    Resposta
    • Avatar
      16 de abril de 2016 em 17:33
      Permalink

      Quisque volutpat condimentum velit. Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Nam nec ante.

      Resposta
      • Avatar
        16 de abril de 2016 em 17:33
        Permalink

        Murabitur sit amet mauris. Morbi in dui quis est pulvinar ullamcorper. Nulla facilisi. Integer lacinia sollicitudin massa. Cras metus.

        Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *